quinta-feira, 5 de novembro de 2009

MEUS CABELOS

Como ontem fiquei praticamente o dia todo de cama, por conta de uma forte gripe, a minha mente foi embora pro passado e , lembrei de um instrumento de tortura que havia nos salões de beleza, não lembro o nome, mas era assim:-uma espécie de secador de cabelos com uns fios pendurados, no final dos fios tinha uma espécie de garras que eram presos nos bobis de metais que ficavam nas cabeças das mulheres, que queriam ter os cabelos ondulados.,este instrumento torturante, tinha 3 graus de temperatura,fraca,médio e forte.
Quando eu tinha 8 anos, a sensação do momento aqui em sampa, eram os milagres atribuídos a Sta.Izildinha, menina de uns 5 anos que estava enterrada no cemitério São Paulo, na época, formava-se filas quilométricas para visitação ao túmulo, a santinha era tão famosa,que a aveia quacker,tinha sua foto estampada na embalagem.,todas as vezes que eu via a foto, ficava encantada com a beleza da menina ,e queria por que queria ter os cachinhos dela.Tanto eu insisti, que minha mãe levou-me no salão da dona Geny para fazer os tais cachos e, olha da Juju presa no instrumento.Só que esqueceram de mim, e
o minha cabeça ficou pegando fogo..eu? quietinha, pois queria ser bonita..rsrsrsr...até hoje tenho falha no couro cabeludo, pois o cabelo saiu todinho com o boby...ô dor!fora que, meus cabelos ficaram pior que palha de aço, horrorosos...se fosse nos anos 70, tudo bem, pois estaria na moda, com os famosos cabelos Black Power.,mas na ocasião minha mãe foi obrigada a cortar meus cabelos bem curtinhos, pois o cabelo ficou tão enrolado e seco, que nem água entrava..mas foi só eles crescerem, que olha a dona Juju querendo ser loira feito as Marilyn Monrroe...e lá fui eu novamente pro salão da dona Geny., aí os cabelos caíram praticamento todos, pois a solução colocada foi forte demais...mas gostei de ser loira e sou até hoje...na raça e graças a Nutrisse da garnier..rsrsrsrsrsrs

2 comentários:

ila fox disse...

Nossa, acho que o máximo de maluquice que eu fazia nos meus cabelos na infância era cortar a própria franja, que ficava HO-RRI-VEL.

Acho que só fui querer cortar, pintar, etc com uns 15 anos. No começo era legal mas depois me arrependi. Tanto que anos depois voltei à cor "natural". com a diferença é que agora tem que ser na base de luzes a cada 6 meses. :P

ila fox disse...

Eu fiz um desenho que logo vou por no meu blog que é o meu cabelo através do anos. Ficou legal. ^_^